domingo, 4 de setembro de 2016

Buraco em rotatória é armadilha para motoristas



Quem trafega em alguns trechos das avenidas Alberto Lamego e Arthur Bernardes precisa ter cuidado redobrado, sobretudo por conta de buracos que se formam sem que qualquer iniciativa seja tomada para resolver o problema, colocando em risco a vida de motoristas e das pessoas do entorno, sejam pedestres ou ciclistas.



É o caso de um buraco que se formou na rotatória em frente à Uenf, que por pouco não provocou um acidente com uma motorista que entrava na Arthur Bernardes e acabou com um pneu rasgado.

Leia abaixo o desabafo da indignada motorista, com toda razão:

“Então minha gente, estou aqui para expor minha indignação diante de uma situação que ocorreu comigo ontem. Após passar o dia com a minha família, voltando de Grussaí acompanhada de minha mãe, idosa de 80 anos, tenho o pneu dianteiro do lado direito rasgado plena curva na saída da Uenf, entrada da Arthur Bernardes. Não tem como visualizar o buracão em plena curva!!! Me vi na condição de dirigir até a 28 de Março com o pneu furado....um verdadeiro transtorno que passei!! Mas, podia ser pior!! Hj fui até o local, avisei ao guarda da entrada da Uenf e pus um anteparo de borracha para sinalizar o buraco. Então, pagamos impostos e nem mesmo por onde caminhamos estamos seguros. Então, espero que tomem uma providência, para não acontecer coisas piores!!!”


Fica o desabafo e o apelo para que as autoridades tomem providências urgentemente.


segunda-feira, 25 de julho de 2016

Brasil já tem 144 milhões de eleitores

Da eleição passada para cá, o Brasil ganhou mais 4% de eleitores, totalizando 144.088.912 pessoas aptas a votar nas eleições municipais que serão realizadas em outubro.

O levantamento foi liberado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e divulgado pelo site UOL.

Confira as informações.

domingo, 24 de julho de 2016

Emoção marca homenagem à jornalista Paula Virgínia Oliveira






Familiares e amigos, entre eles, bancários e jornalistas, participaram, nesse sábado (23/07) da inauguração da placa da Rua Jornalista Paula Virgínia de Souza Oliveira, na praia de Santa Clara, em São Francisco de Itabapoana.


O evento, que aconteceu na casa de veraneio da família de Dona Mercedes - que estava acompanhada dos filhos Paulo César, Osvaldo (Baduda), Cézar, Sônia, Cláudia e Mercedes, além dos netos -, foi marcado pela emoção em momento de confraternização.



O nome da rua projetada 19, que agora leva a marca da jornalista que trabalhou por mais de 30 anos no Monitor Campista e no BEMGE (era diretora do Sindicato dos Bancários) foi divulgado aqui e aqui por este blog.


Nem é preciso dizer, mas a gente diz assim mesmo, que a homenagem à Paulinha, mais do que merecida, é justíssima.



À família, a quem conheço desde os meus tempos de moleque nas imediações da Rua Ricardo Quitete, onde morei por toda infância e parte da adolescência, o meu agradecimento pela carinhosa receptividade não só a mim, mas a todos os amigos que participaram da solenidade.




sábado, 16 de julho de 2016

Rua Jornalista Paula Virgínia de Souza Oliveira será inaugurada dia 23, em Santa Clara



A placa inaugurando oficialmente a Rua Jornalista Paula Virgínia de Souza Oliveira, na praia de Santa Clara, em São Francisco de Itabapoana, vai acontecer no próximo sábado, dia 23/07, a partir das 14h, em solenidade que está sendo organizada por sua família, tendo a frente a mãe, Dona Mercedes.

Paulinha trabalhou por mais de 30 anos no Monitor Campista, que deixou de circular no dia 15 de novembro de 2009, poucos meses antes de ela nos deixar neste plano de vida.

Por essas coincidências bacanas do destino, no dia seguinte à inauguração da placa em sua homenagem, em Santa Clara, praia que ela adorava e onde passava seus momentos de lazer com a família, os ex-funcionários do Monitor Campista promovem, em Campos, o Arraiá do Monitor, que foi mantido pelo grupo de amigos mesmo após o encerramento das atividades.

A homenagem à Paula, mais do que justa, é um reconhecimento ao seu talento tanto como jornalista quanto colunista social. Era também bancária, funcionária do antigo BEMGE - posteriormente comprado pelo Banco Itaú - e Diretora atuante da CONTRAF,  FETRAF e SBTRAF.

O blog já tinha anunciado (confira aqui) que o Decreto Legislativo apresentado pelo vereador Marcelo Garcia Macedo (PSDB), da Câmara de SFI, havia sido aprovado, mas faltava a divulgação em Diário Oficial. Paula Virgínia dará nome à Rua Projetada 19.

sábado, 9 de julho de 2016

Nova visão sobre a África e "Os últimos guerrilheiros" na AIC



A necessidade de um novo olhar sobre o continente africano, com a apresentação de algumas experiências em documentários e matérias feitas por lá, marcou parte do bate papo com o jornalista campista Carlos Alberto Junior, na noite dessa sexta-feira (08), no auditório da Associação de Imprensa Campista (AIC).

O encontro com colegas de profissão, estudantes de jornalismo e a comunidade foi a forma encontrada por Carlos Alberto para apresentar, em Campos, “Os Últimos Guerrilheiros”, projeto de financiamento coletivo para o livro que está desenvolvendo sobre ex-guerrilheiros sul-americanos, visando retratar o papel deles na luta contra as ditaduras no continente.


Carlos Alberto aproveitou a ocasião para apresentar trailers de documentários dos quais já participou, como o Brics, em que foram entrevistadas pessoas que passaram a ter outro padrão de vida no que se configurou como a nova classe média no Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, e também o DNA África, em que alguns brasileiros tiveram a oportunidade, a partir da identificação de seu DNA, de saber sua origem africana.

Além de “Os últimos guerrilheiros”, Carlos Alberto trabalha na preparação de um outro documentário, mas este sobre o Cabo Anselmo, considerado delator no período da ditadura militar no Brasil. “Não há a intenção de retratar ninguém como bandido ou herói. Vi que ainda faltava alguma coisa que pudesse ser contada da história dele, então, esse é o meu interesse, o de contar a história”.


Carlos Alberto Junior se formou na Faculdade de Filosofia de Campos (ex-Fafic e hoje integrada ao Uniflu), iniciou sua carreira no jornal A Cidade e depois trabalhou em vários meios de comunicação dos grandes centros, entre eles, O Globo, Correio Braziliense, rede Bandeirantes, além de correspondente da TV Brasil em Angola.

Quem quiser saber mais sobre “Os últimos guerrilheiros” pode acessar aqui a página no Facebook, inclusive para colaborar com o projeto de financiamento coletivo do livro.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Jornalista campista fala sobre "Os últimos guerrilheiros" em bate papo na AIC, nesta sexta-feira


O jornalista campista Carlos Alberto Junior é o convidado da Associação de Imprensa Campista (AIC) para um bate papo nesta sexta-feira, 08/07, a partir das 19h, sobre o projeto "Os últimos guerrilheiros", que arrecada recursos para viabilizar um livro reportagem sobre guerrilheiros latino-americanos.


Formado pela antiga Faculdade de Filosofia de Campos (Fafic) — hoje integrando o Uniflu —, Carlos iniciou sua carreira no jornal A Cidade, em Campos dos Goytacazes, mas depois trabalhou por diversos veículos nacionais, como O Globo, Correio Braziliense, Bandeirantes, e foi correspondente da TV Brasil na África.

Confira aqui a página do projeto no Facebook.


quinta-feira, 30 de junho de 2016

1° Encontro de Mulheres que Fazem a Diferença em Campos

Acontece no dia 23 de julho próximo o 1° Encontro de Mulheres que Fazem a Diferença, em Campos dos Goytacazes.
                                    
O evento será realizado no Sindicato dos Trabalhadores da Cedae (Steacnon), que fica na Rua Marechal Floriano, 147, Centro, com palestra da jornalista e vice-presidente da Casa Irmãos da Solidariedade, Ondina Batista.


Confira no cartaz abaixo: