sábado, 31 de outubro de 2015

"Pontal" no Sesi-Campos


Acontece hoje, sábado, a apresentação da peça “Pontal”, às 20h, no teatro do Sesi-Campos, em Guarus, encenada pelos atores Yve Carvalho, Sidney Navarro e Saullo de Oliveira no papel de pescadores da praia de Atafona, litoral sanjoanense.

Com direção de Yve, a peça foi concebida por Antonio Roberto de Gois Cavalcanti, o saudoso Kapi, composta por poesias do próprio, de Aluysio Abreu Barbosa, Artur Gomes e Adriana Medeiros.

O ingresso custa apenas R$ 5,00.

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Segunda etapa de vacinação contra aftosa deve imunizar 147 milhões de animais


A segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa, em novembro, deve imunizar aproximadamente 147 milhões de bovinos e bubalinos, segundo informou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nessa quinta-feira.

Iniciada em julho, a segunda etapa da campanha nacional de vacinação já foi concluída em algumas regiões do Amazonas, Pará e Tocantins e continua nos estados do Amapá, de Rondônia e Roraima. Todos devem imunizar seus rebanhos até final de novembro.

Em nota, o ministério informou que grande parte das vacinas previstas para a segunda etapa foi enviada aos estados e que o estoque restante está guardado na Central de Selagem para atender às demandas das revendas de vacinas de todo país.

A Coordenação de Febre Aftosa do ministério recomenda que os pecuaristas comprem as vacinas em revenda autorizada, providenciem a adequada aplicação e comuniquem ao serviço veterinário oficial, nos prazos estabelecidos em cada estado.

A maioria dos estados vacina todas as faixas etárias dos animais, exceto os estados da Bahia, de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, de São Paulo, do Tocantins e do Distrito Federal. Santa Catarina é o único estado fora da campanha, porque é reconhecido como livre de febre aftosa, sem vacinação.

Na primeira etapa da campanha de imunização contra a aftosa, no primeiro semestre, o índice de cobertura atingiu 98,04%. Foram vacinados 164,7 milhões de bovinos e bubalinos, de um total estimado à época em 168 milhões de cabeças.

(com Radiobrás)

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Leite especial: rotina de atraso


As mães que têm filhos com alergia alimentar, que necessitam do leite especial, em Campos, continuam sua via crucis para obter o produto na Secretaria de Saúde.

Infelizmente, virou uma rotina que só aumenta a agonia de quem não dispõe de recursos para bancar uma lata de leite que chega a custar em torno de R$ 200,00 para consumir em poucos dias.

Tem mães que estão sem receber o leite especial para seus filhos desde o dia 22 de outubro, mas há outras com atraso ainda maior.

De acordo com uma das mães de crianças com restrição alimentar, na prática os atrasos estão sempre variando em torno de 15 dias.

Confira aqui o desabafo de uma das mães que reclamam do descaso.

Até quando?

Feira do Peixe começa nesta quinta em Campos


A 8ª edição da Feira do Peixe de Campos será aberta nesta quinta-feira (29) e vai até o próximo sábado (31), no mesmo local das edições anteriores, no final da Rua das Palmeiras, na confluência com a Avenida 28 de Março, em frente à Cidade da Criança.  Além dos peixes nobres da água doce, a Feira também comercializará frutos do mar, com preços que, segundo os feirantes, mais atraentes para os consumidores, por não ter interferência do atravessador.

Pela primeira vez o evento será auditado, com um trabalho que será realizado por equipe técnica do Programa Pescarte, da UENF. A pedido da Superintendência de Pesca e Aquicultura da Prefeitura, os técnicos vão entrevistar pescadores e clientes para conhecer o perfil dos pescadores, região onde realizam a pesca, faturamento do evento e consumo per capita de peixe, dentre outros dados.

O superintendente de Pesca e Aquicultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Rodolfo Ribeiro, destaca que na Feira vai funcionar uma Praça de alimentação, onde a clientela poderá apreciar petiscos variados, sucos, refrescos e água mineral, bem como delícias tradicionais de Campos, como chuvisco e bolos caseiros. “A Praça de Alimentação é importante para o público e para as famílias dos pescadores, porque são produtos elaborados pelas filhas e esposas dos pescadores e agregam valor na renda dessas famílias em evento dessa natureza, que tem por objetivo fomentar o crescimento desse setor, que tem peso na economia de Campos, embora seja um segmento do setor produtivo quase invisível para a opinião pública”, observa o superintendente da pasta, Rodolfo Ribeiro.

Ele avalia que, devido à crise econômica que afeta todo o Brasil, a Feira representa boa oportunidade para os pescadores e para a população, tendo em vista ser um evento já consolidado que comercializa pescados em grande volume de vendas, bem como a preços bastante convidativos. “Todo mundo sabe que o peixe é uma alimento bastante saudável e na Feira do Peixe a clientela sabe que vai comprar peixes frescos, a preços convidativos. Outra vantagem é que vai limpo, com corte de acordo com o pedido do cliente, já que algumas pessoas preferem levar o peixe limpo e inteiro para assar e outras em postas e, mais algumas, o peixe filetado”, detalha Rodolfo.
Na edição passada, a Feira do Peixe comercializou 10,2 toneladas de peixes, ao passo que na edição de 2014 os pescadores comercializaram 9 toneladas.

(com assessoria)

Petroleiros entram na Justiça contra venda de ações da Gaspetro

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) ingressou na Justiça Federal, com uma Ação Civil Pública (ACP), para tentar impedir a concretização da venda, pela Petrobras, de 49% das ações da subsidiária Gaspetro. A venda à empresa Mitsui Gás e Energia do Brasil foi anunciada após a última reunião do Conselho de Administração da Petrobras, ocorrida no dia 23. A FUP entrou com a ação na última segunda-feira (26).

Na visão dos petroleiros, a possível venda rompe com o modelo de integração vertical necessário à empresa e não se justifica sob a lógica do preço de mercado. Para o coordenador-geral da FUP, José Maria Rangel, a venda é suspeita porque, segundo ele, o presidente licenciado do Conselho de Administração da Petrobras é presidente da Vale, e a Mitsui tem participação na mineradora. “Os números da proposta de venda também são complicados, pois em dois anos e meio você consegue reaver o que vai ser investido”, disse José Maria.

Para Rangel, a venda da Gaspetro vai ser prejudicial para a integração da Petrobras nos vários setores de energia em que ela atua. “A Petrobras atua em todas as linhas: produção, exploração, distribuição, refino e venda. Então, quando se vende parte da Gaspetro, está se abrindo mão de um segmento importante, que é a malha de gás.”

Rangel considerou que a possível venda de parte da Gaspetro será lesiva ao país. “Não tenha dúvidas. Os números do negócio demonstram isso. Pega o preço que está sendo vendido e em dois anos e meio se recupera o que está sendo investido. Isso vai causar para a Petrobras uma perda em seu faturamento na ordem de R$ 1 bilhão. É um 'negócio da China', bem abaixo do preço de avaliação do banco JP Morgan, para quem os 49% das ações significam R$ 5 bilhões.”

A ação, de acordo com nota divulgada pela FUP, pede a paralisação da venda da Gaspetro, sob pena de multa diária de R$ 1 milhão, em caso de descumprimento. Além disso, a ação cobra a íntegra de todas as atas do Conselho de Administração da estatal, a partir de março de 2015, bem como os estudos prévios relativos à venda de parte do capital da Gaspetro.

A Petrobras foi procurada para se pronunciar sobre a ação impetrada pela FUP e os motivos que levaram a empresa a vender parte das ações da Gaspetro. A assessoria de imprensa da estatal disse, por e-mail, que a companhia ainda não havia sido notificada.

(com Radiobrás)

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Bolsas de estudos para familiares de PMs



Filhos e cônjuges de policiais militares, com idade entre 16 e 24 anos, ganharão cinco mil bolsas de estudos integrais, financiadas pelo Senac-RJ. O convênio foi assinado nessa segunda-feira (26/10) pelo governador Luiz Fernando Pezão, o presidente da Fecomércio-RJ, Orlando Diniz, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alberto Pinheiro Neto, durante o lançamento do Mapa Estratégico do Comércio, no Copacabana Palace. Na ocasião, também foi assinado convênio para a implantação da Operação Segurança Presente em três pontos da cidade: Aterro do Flamengo, Lagoa Rodrigo de Freitas e Méier.

– Só tenho a agradecer esta parceria estratégica constante entre a Fecomércio, o Governo do Estado e as prefeituras. Essas bolsas irão valorizar os policiais militares e seus familiares – afirmou Pezão.

As bolsas de estudos — que terão validade a partir do dia 1° de novembro — poderão ser utilizadas para os cursos a distância (EAD), Formação Inicial e Continuada, Habilitação Técnica e todas as qualificações livres oferecidas pelo Senac-RJ, para até 10% de vagas por turma.

Mapa Estratégico do Comércio

O novo Mapa Estratégico do Comércio, elaborado pelo Sistema Fecomércio-RJ, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, reúne dados socioeconômicos das oito regiões fluminenses e desdobra temas que afetam diretamente a economia do estado e o desempenho do setor de comércio de bens, serviços e turismo, tais como educação, segurança, infraestrutura e ambiente empresarial. Nesta segunda edição do Mapa, estão as diretrizes que irão embasar as propostas de crescimento sustentável do setor no estado, entre 2016 e 2020.

Ao longo de 2016, serão realizados encontros regionais para discussão de questões locais, formulação de propostas para o desenvolvimento sustentável e adoção de políticas públicas que incentivem o setor. Segundo o presidente da Fecomércio-RJ, Orlando Diniz, o novo Mapa vai ajudar a aprofundar o conhecimento da instituição sobre as vocações regionais fluminenses, identificando similaridades e diferenças entre as economias dos municípios. “Esperamos que esta seja a maior mobilização empresarial já realizada neste estado e, por isso, é importante a ampla participação na discussão dos fatores-chave que a Diretoria do Sistema Fecomércio-RJ considera importantes para manter o nosso estado na vanguarda do crescimento e desenvolvimento econômico”, afirmou Diniz.

Empregos

Lançada em 2013, a primeira edição do Mapa Estratégico do Comércio apresentou um diagnóstico e os temas nacionais de interesse do setor, no período 2014-2020. O estudo analisou a participação da área de comércio de bens, serviços e turismo na economia e suas contribuições à sociedade brasileira, além de listar ações prioritárias de interesse dos empresários do setor. Dados da Fecomércio-RJ apontam que o setor reúne mais de 349 mil empresas no Rio de Janeiro e gera cerca de 2 milhões de empregos formais, o equivalente a 42,6% dos postos de trabalho com carteira assinada no estado.

(com assessoria)

Bancos reabrem as portas após 17 dias de greve


Após 17 dias de greve dos bancários, as agências bancárias reabrem suas portas a partir de hoje, uma vez que a categoria fechou acordo com os representantes dos bancos, que atenderam, em parte, suas reivindicações.

Durante esse período, foram as pessoas que não têm contas bancárias mas necessitam de seus serviços as que mais sofreram.

O acordo que pôs fim à greve concedeu 10% de reajuste salarial e mais 14% nos vales refeição e alimentação, o que foi aceito pela categoria.

De acordo com o portal G1, apenas os sindicatos de Mato Grosso e Roraima decidiram, em assembleia, recusar a proposta dos bancos e continuam parados.

Com o retorno dos bancários ao trabalho, as lotéricas vão ter um refresco no movimento, já que as pessoas recorreram a elas para quitar contas e fazer outros tipos de serviços.

(com agências)

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Enem 2015 teve menor índice de abstenção desde 2009


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) feito este ano registrou o menor índice de abstenção desde 2009: 25,5%. A informação foi divulgada hoje (25) pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Na edição do ano passado, o índice foi 28,9%. “Temos conseguido reduzir as abstenções progressivamente”, disse Mercadante durante coletiva de imprensa.

O ministro reforçou que os estudantes que conseguiram isenção da taxa de inscrição este ano, mas não justificaram ausência na prova só farão o Enem em 2016 mediante pagamento. Ainda durante a coletiva, Mercadante avaliou a aplicação das provas em 2015 como um trabalho exitoso. "Tivemos um excelente exame, apesar do tamanho extraordinário que tem o Enem", disse. "Tivemos todas as premissas que asseguram que os candidatos possam fazer a sua prova em condições adequadas”.

(com Radiobrás)

sábado, 24 de outubro de 2015

DIP completa 25 anos como referência


O Setor de Doenças Infecciosas e Parasitárias (DIP) do Hospital Ferreira Machado está completando 25 de existência e para marcar a data sua coordenação promove a palestra “Comunicação de Notícias Ruins”, nesta segunda-feira (26), às 10h, no Centro de Estudos do HFM.

A palestra, que retrata a preocupação da equipe em passar a informação ao paciente e sua família, será ministrada por uma equipe multiprofissional, formada pelo médico Nélio Artiles, a psicóloga Eleonora Chacur, a assistente social, Isis Morigutti e enfermeira Dolores Meireles.          

Coordenado pelo infectologista Nélio Artiles, desde sua criação, em outubro de 1990, o serviço de doenças infecto-parasitárias do HFM é referência no município de Campos e região. O setor realiza uma média histórica de 60 internações por mês, entre casos de Aids, varicela, dengue, acidentes por animais peçonhentos, meningite, febre de origem indeterminada, tuberculose, pneumonias graves, entre outras.       

— São doenças dos desnutridos e acometem, quase sempre, os menos favorecidos. Quando a Aids surgiu havia muitas dúvidas e eu era o único infectologista da cidade e não sabíamos para onde direcionar os pacientes com HIV. Foi então que criamos no HFM a DIP — comemorou Artiles.

O Serviço do DIP opera hoje com 12 leitos, com isolamentos equipados com filtros HEPA. O médico Nélio Artiles afirma que desde sua implantação, há 25 anos, o setor de DIP sempre buscou ser referência no atendimento regional. "Somos o único serviço de infectologia do interior do Estado, e temos o nosso trabalho reconhecido pelas sociedades regionais e pela Sociedade Brasileira de Infectologia. Mantemos a tradição do HFM no tratamento de doenças infecciosas, pois o hospital, que hoje é referência em trauma, foi criado para atender pacientes com tuberculose”, disse Artiles.

(com assessoria)

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Greve dos bancários continua

A rodada de negociação entre representantes dos bancos e trabalhadores, que havia sido marcada para essa quinta-feira (22), foi adiada e terá continuidade nesta sexta-feira (23), já agora pela manhã. Com isso, a greve da categoria, iniciada há 17 dias, continua, para desespero dos clientes bancários que precisam utilizar os serviços das agências. Também nessa quinta, segundo a entidade, foram fechados 957 locais de trabalho, 950 agências e sete prédios administrativos, mobilizando cerca de 26 mil trabalhadores.

Os bancários em greve rejeitaram, na quarta-feira, a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que ofereceu reajuste salarial de 8,75%, sem abono. A categoria reivindica aumento de 16% (aumento real de 5,6%), piso salarial R$ 3.299,66 e Participação em Lucro e Resultados de três salários-base, mais parcela adicional fixa de R$ 7.246,82. Também pede vale-refeição e vale-alimentação no valor de R$ 788 e melhores condições de trabalho, com o fim das metas individuais.

Com a greve dos bancários, quem está resolvendo parte dos problemas dos clientes são as casas lotéricas, que tem ficado lotadas de gente que precisa fazer pagamento de seus compromissos.

(com agências)

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Terceiro levantamento sobre infestação de mosquitos tem início


O 3º Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Mosquito Aedes Aegypti (LIRAa) deste ano terá início nesta quinta-feira (22), com a presença de técnicos do Ministério da Saúde. Cerca de 450 agentes de endemias estarão atuando em 40 bairros aproximadamente, a serem sorteados no início das atividades. Oito mil imóveis devem ser visitados.

As ações prosseguirão na sexta-feira (23), segunda (26) e terça-feira (27). O 2º LIRAa de 2015, realizado em maio deste ano, mostrou que o Índice de Infestação Predial (IIP) do município era de 2,6, apontando para um quadro de médio risco. Já o primeiro LIRAa, feito em janeiro, foi de 2,9.

— A maior parte dos criadouros, de acordo com os levantamentos anteriores, vem sendo encontrada em depósitos móveis, dentro de imóveis residenciais, como vasos e pratos, frascos com plantas e bebedouros de animais. Os agentes também encontram muitos criadouros em calhas, lajes, ralos e sanitários em desuso — afirmou o vice-prefeito e secretário de Saúde, Doutor Chicão.

O objetivo do LIRAa é identificar as áreas da cidade com maior proporção/ocorrência de focos do mosquito e os criadouros predominantes. Essas informações possibilitam intensificar as ações nos locais com maior presença do mosquito Aedes aegypti, que é transmissor não somente da dengue, mas também da zika e chikungunya.

(com assessoria)

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

II Feira de troca de brinquedos em Campos


Acontece neste próximo sábado, no Horto Municipal de Campos, que fica localizado na  Avenida Alberto Lamego, bairro de mesmo nome, a II Feira de Troca de Brinquedos em Campos.


O evento terá início às 14h30 e será uma boa oportunidade para que os baixinhos possam fazer novos amigos e trocar brinquedos que já não curtem tanto, por outros que possam lhes interessar.


De acordo com os organizadores da Feira, em caso de chuva, ela seria transferida para uma outra data.

Sem acordo, greve dos bancários continua

Não houve acordo entre representantes dos bancários e banqueiros na roda de negociações ocorrida nessa terça-feira. Com isso, a greve dos bancários, que fechou as agências em todo o país, entra hoje no seu 16° dia, para desespero dos clientes que precisam quitar seus compromissos, mas que só têm as casas lotéricas ou caixas eletrônicos para se virar, isso quando funcionam.

Os representantes dos bancos que ganham rios de dinheiro graças aos juros escorchantes que cobram dos clientes que neste momento não atendem a contendo, ofereceram 7,5%, mas a categoria reivindica 16%.

A distância entre o que um oferece e o que o outro pleiteia sinaliza que a greve pode estar longe de ser encerrada, o que significa que a via crucis da população que depende dos serviços bancários continua sem prazo.

O impasse, aliás, já entrou até para o calendário de greves com data marcada.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

CCZ abre inscrições para processo seletivo: 258 vagas

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) inscreve hoje e amanhã interessados em participar de seu processo seletivo em que oferece 258 vagas de agente de combate a endemias. A carga horária é de 40 horas por semana.

De acordo com o edital divulgado pela Prefeitura de Campos no Diário Oficial, o salário é de R$ 1.135,94

As inscrições estão sendo realizadas na Fundação Municipal da Infância e Juventude, antigo Patronato São José, de 9h às 16h. 

Desde a noite dessa segunda-feira, já tinha gente aguardando na fila na entrada da Fundação e agora, pela manhã, está quilométrica.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Moradores reclamam do transporte no IPS

Moradores da Rua Dr. Beda e imediações, no IPS, afirmam estar indignados com o atendimento ruim do transporte coletivo em Campos, tanto por parte dos ônibus como das vans que servem ao bairro e adjacências.

As reclamações vão desde as condições dos veículos como dos horários. “Tem pessoas inclusive perdendo o emprego por estarem sempre chegando tarde ao trabalho por culpa de atraso no transporte coletivo”, afirma um dos moradores.

Aí está o desabafo de um dos moradores. O espaço está aberto ao Instituto Municipal de Transporte e Trânsito (IMTT), responsável pelo setor em Campos, para se pronunciar sobre o problema e apontar solução.

Inep afirma que fotos de provas do Enem nas redes sociais são falsas


A uma semana da realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, em sua página oficial no Twitter, que são falsas as fotos de supostas capas de dois modelos da avaliação e o tema da redação do Enem de 2015 que circulam pelas redes sociais hoje. “Atenção participantes do #Enem2015! As provas que estão circulando são falsas”, diz o comunicado. Em 2009, a prova do Enem foi cancelada pelo Ministério da Educação (MEC), após o vazamento confirmado de informações.

No próximo fim de semana, mais de 7,7 milhões de estudantes farão quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma prova de redação. No sábado, 24 de outubro, serão aplicadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de quatro horas e trinta minutos, contadas a partir da autorização do aplicador. No domingo, 25, será a vez de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, com duração de cinco horas e trinta minutos.

Considerado, sempre, o horário oficial de Brasília, a aplicação das provas começará às 13h30. Os candidatos terão acesso aos locais de prova a partir das 12h. Os portões serão fechados às 13h, em todas as unidades da Federação. Assim, quem mora em Manaus, por exemplo, terá de chegar ao local de prova até as 12h locais; em Rio Branco, às 11h.

Esta será a primeira edição da prova em que o Ministério da Educação não vai encaminhar a versão impressa pelos Correios. Para evitar imprevistos, a orientação do MEC é que os candidatos visitem o local das provas com antecedência. Para ajudar os candidatos a se preparar para o Enem, a EBC preparou o aplicativo Questões Enem que reúne todas as questões desde a edição de 2009. No sistema, é possível escolher as áreas do conhecimento que se quer estudar. O acesso é gratuito.

(com Radiobrás)

sábado, 17 de outubro de 2015

Educação convoca 298 professores aprovados em concurso

A Secretaria de Educação convocou 298 professores aprovados no concurso para o cargo de professor Docente I da Secretaria de Educação. Desses, 42 são do concurso de 2011 (21 para 16 horas e 21 para 30 horas). Da seleção de 2013.1, foram chamados 111 aprovados (75 para 16 horas e 36 para 30 horas). As demais 145 convocações são referentes ao concurso de 2014 (97 para 16 horas e 48 para 30 horas). A listagem pode ser conferida no site da Seeduc (http://www.rj.gov.br/web/seeduc/exibeconteudo?article-id=2608561).

Os docentes deverão comparecer à Coordenação de Gestão de Pessoas das respectivas Diretorias Regionais, de acordo com a escala de convocação, portando documento de identidade, CPF, Pis/Pasep, título de eleitor, carteira de trabalho, certificado de reservista, diploma de conclusão, histórico escolar, comprovante de residência e registro no Conselho Regional de Educação Física (somente aos concorrentes desta disciplina), entre outros.

Os habilitados pela Coordenação de Inspeção Escolar da Regional serão encaminhados à Superintendência de Perícia Médica e Saúde Ocupacional, para perícia médica admissional, onde deverão apresentar os exames solicitados.

O concurso de 2014 visou ao preenchimento inicial de 1.697 vagas (982 para docentes com carga horária de 30 horas semanais e 715 para 16 horas). A validade expira no dia 22 de junho de 2017, podendo ser prorrogada por mais dois anos.

No de 2013.1, com validade até 21 de agosto de 2017, foram oferecidas 362 vagas imediatas (144 para 30 horas e 218 para 16 horas). Além disso, houve formação de cadastro de reserva. Já o concurso de 2011, cuja validade termina no dia 17 de fevereiro de 2016, ofereceu 3.321 vagas. Dessas, 1.930 são para docentes com carga de 16 horas semanais e 1.391 para 30 horas.

Os vencimentos são de R$ 2.211,25 (30 horas) e R$ 1.179,35 (16 horas). Além disso, os servidores contam com auxílio-transporte (entre R$ 66 e R$ 132, conforme a carga horária) e auxílio-alimentação (R$ 160).

(com assessoria)

1° Picnic de Alérgicos de Campos


Acontece neste sábado, no Bosque Manuel Cartucho, com entrada pela Rua Visconde de Itaboraí, quase no cruzamento com a Princesa Isabel, o 1° Picnic de Alérgico de Campos.

As pessoas que quiserem participar do evento devem se atentar para que só levem alimentos que possam ser consumidos por quem tem alergia alimentar.

O encontro, que tem início às 10h, deve reunir um grupo bacana de pessoas que poderão, inclusive, aproveitar o momento para trocar conhecimentos sobre a convivência diária com um problema que é mais comum do que se pensa. Por isso a necessidade de cuidados especiais com a alimentação, principalmente das crianças.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Subnutrição mata 8 mil crianças por dia no mundo


O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lançou, nesta sexta-feira (16), em Madri, a campanha Agora Não Podemos Parar, destinada a combater a subnutrição infantil, responsável pela morte diária de 8 mil crianças no mundo.

No Dia Mundial da Alimentação, comemorado nesta sexta-feira, o Unicef informou que a ideia é melhorar as condições de vida das crianças mais vulneráveis. Em nota, o Comitê Espanhol do fundo destaca que a subnutrição aguda é "grave" e que continua a pôr em perigo mais de 17 milhões de crianças e é responsável por mais da metade das mortes na faixa etária até 5 anos. "A subnutrição infantil tem efeitos devastadores na infância", disse o presidente do Comitê Espanhol, Carmelo Angulo, que pediu a união da sociedade na luta contra essa "tragédia crônica".

A campanha de combate à subnutrição tem foco sobretudo na prevenção, por meio de ações de conscientização e da oferta, entre outros produtos, de suplementos alimentares, tratamentos terapêuticos e leite a hospitais e centros de saúde.

A campanha prevê ainda maior trabalho das organizações da sociedade civil com comunidades locais sobre hábitos alimentares e promoção do leite materno.

O Unicef lembrou que campanhas anteriores sobre o mesmo tema, em colaboração com governos e organizações da sociedade civil, permitiram, de 2000 e 2013, diminuir a subnutrição crônica no mundo de 33% para 25%. Em 2014, a agência das Nações Unidas apoiou mais de 2,3 milhões de crianças subnutridas em situações de emergência humanitária.

(com Radiobrás)

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Estado do Rio ocupa segunda colocação em número de homicídios

A região com a maior taxa de homicídios dolosos por 100 mil habitantes do país é o Nordeste (33,76), seguida da Região Norte (31,09) e do Centro-Oeste (26,26). As regiões Sudeste e Sul apresentam taxas menores, 16,91 e 14,36, respectivamente. No Nordeste, o estado com a maior taxa por grupo de 100 mil habitantes é o Ceará, com 46,9 homicídios, equivalente a 4.144 mortes, seguido de Sergipe (45 assassinatos por 100 mil habitantes). Os dados, de 2014, estão no relatório Diagnóstico dos Homicídios no Brasil: Subsídios para o Pacto Nacional pela Redução de Homicídios, divulgado nesta quinta-feira(15) pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça. No estado do Ceará, as maiores taxas de homicídios dolosos são registradas nas cidades de Fortaleza (72,7), Maracanaú (73,7) e Caucaia (65,8), na região metropolitana.

Em números absolutos, o estado que registrou o maior número de assassinatos em 2014 foi a Bahia, com 5.450 (36 por 100 mil habitantes). Em seguida, estão Rio de Janeiro (4.610) e São Paulo (4.294), com taxas de 28 e 9,8 por grupos de 100 mil habitantes. No ranking absoluto, o Ceará aparece em quarto lugar. Santa Catarina, com 587 mortes, registra a menor taxa do país (8,7 homicídios por 100 mil habitantes). “Para se ter uma noção comparativa no âmbito internacional sobre essa taxa, países com históricos de guerra civil, como o Congo (30,8), e com altas taxas de homicídio associadas ao narcotráfico, como a Colômbia (33,4), possuem taxas menores que as do Nordeste brasileiro”, informa o relatório.

Metodologia

De acordo com o Ministério da Justiça, o diagnóstico fez um recorte com 80 municípios, localizados nas 26 unidades da Federação e a região administrativa de Ceilândia, no Distrito Federal, somando 81 localidades prioritárias de ação, agregando 22.569 registros de homicídios dolosos em 2014, o que representa, aproximadamente, 50% do total de assassinatos registrados no Brasil.

A intenção do ministério é que o estudo sirva de ferramenta de gestão para os estados no enfrentamento da criminalidade, observando as coincidências entre as altas taxas de homicídio e outros problemas sociais, econômicos e culturais. Os dados são do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp) de 2014.

Confira os números na tabela abaixo:



(com Radiobrás)

Receita paga quinto lote de restituições do Imposto de Renda


A Receita Federal paga, nesta quinta-feira (15), as restituições do quinto lote do Imposto de Renda Pessoa Física 2015. Ao todo, R$ 1,415 bilhão serão liberados para 1,2 milhão de contribuintes. A consulta ao lote pode ser feita no site da Receita, pelo Receitafone, no número 146, ou pelo aplicativo para tablets e smartphones. A Receita paga também R$ 85,54 milhões a 31.248 contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2014, mas caíram na malha fina.

O total gasto com as restituições chegará a R$ 1,5 bilhão. Os pagamentos terão correção de 6,46% (2015) a 74,96% (2008). Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a entrega da declaração e o mês corrente.

O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento. Os dois últimos lotes regulares serão liberados em novembro e dezembro.

Os contribuintes que não foram incluídos nos lotes anteriores de restituição e tenham dúvida sobre os dados enviados devem verificar o extrato de processamento da declaração para saber se há pendências ou inconsistências que causem a retenção na malha fina. O procedimento pode ser feito no Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC). Se não for cadastrado, é só informar os números dos recibos de entrega das declarações dos exercícios referentes às declarações ativas das quais o contribuinte seja titular.

(com Radiobrás)

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Acertem os ponteiros



Neste sábado, a partir de meia-noite, a maioria dos brasileiros terá que adiantar os relógios em uma hora, por conta do início do horário de verão nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal. É que o horário especial começa a zero hora de domingo. O principal objetivo da medida é, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a redução da demanda no período de ponta, entre as 18h e as 21h.

A estratégia é aproveitar a intensificação da luz natural ao longo do dia durante o verão para reduzir o gasto de energia. Entre os meses de outubro e fevereiro, os dias têm maior duração em algumas regiões, por causa da posição da Terra em relação ao Sol, e a luminosidade natural pode ser melhor aproveitada.


Segundo dados do Ministério de Minas e Energia (MME), o horário de verão representa uma redução da demanda, em média, de 4% a 5% e poupa o país de sofrer as consequências da sobrecarga na rede durante a estação mais quente do ano, onde o uso de eletricidade para refrigeração, condicionamento de ar e ventilação atinge o pico.

De acordo com o MME, quando a demanda diminui, as empresas que operam o sistema conseguem prestar um serviço melhor ao consumidor, porque as linhas de transmissão ficam menos sobrecarregadas. Para as hidrelétricas, a água conservada nos reservatórios pode ser importante no caso de uma estiagem futura. Para os consumidores, em geral, o combustível ou o carvão mineral que não precisou ser usado nas termelétricas evita ajustes tarifários.

Segundo o ONS, no horário de verão 2014/2015, a redução da demanda de ponta foi cerca de 2.035 megawatts (MW) no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, equivalente ao dobro do consumo de Brasília em todo o período em que esteve em vigor. No Subsistema Sul, a redução foi 645 MW, correspondendo a uma economia de 4,5%.

Os ganhos obtidos pela redução do consumo de energia global, que leva em conta todas as horas do dia, foram de cerca de 200 MW médios no Subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o que equivale ao consumo mensal da cidade de Brasília, e 65 MW médios no Subsistema Sul, equivalente ao consumo mensal de Florianópolis. De acordo com a assessoria de imprensa do ONS, a estimativa de economia será divulgada nos próximos dias e não deve ser muito diferente do ano passado.

Atualmente, o horário brasileiro de verão é regulamentado pelo Decreto 8.112, de 30 de setembro de 2013, que revisou o Decreto nº 8.556, de 8 de setembro de 2008. Ele começa sempre no terceiro domingo do mês de outubro e termina no terceiro domingo de fevereiro do ano subsequente, exceto quando coincide com o carnaval, caso em que é postergado para o domingo seguinte.

(com Radiobrás)

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Rodovias do Rio tiveram queda de 63% no registro de mortes durante o feriadão

As rodovias estaduais do Rio registraram redução de 63% no número de vítimas fatais em acidentes de trânsito durante o feriado de 12 de outubro. A queda foi comparada ao mesmo período do ano passado.

De acordo com balanço do Batalhão de Polícia Rodoviária da Polícia Militar, três pessoas morreram nas estradas estaduais no feriado de Nossa Senhora Aparecida, quase um terço das oito pessoas que morreram em 2014.

Neste ano, foram registrados 40 acidentes nas rodovias estaduais, redução de cinco acidentes na comparação com o mesmo período do ano anterior. No feriado deste ano foram 45 vítimas, seis a menos que as 51 de 2014.

Segundo a Polícia Rodoviária, o policiamento e a fiscalização nas rodovias foram reforçados para o feriadão, de modo a orientar e coibir motoristas infratores. Conforme os números de 2015, foram 6.689 notificações, contra 1.327 em 2014. A maioria ocorreu por excesso de velocidade.

(com Radiobrás)

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Mais de 60% dos servidores federais fecharam acordo salarial com o governo

Em meio ao ajuste fiscal, a maioria dos servidores do Executivo Federal já fechou acordo salarial com o governo. Segundo o balanço mais recente do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, mais de 750 mil servidores, que representam cerca de 61% do total de 1,22 milhão de funcionários, já assinaram a proposta do governo. A oferta do Executivo é um reajuste de 10,8% escalonado em dois anos. A primeira parcela será paga somente em agosto de 2016.

O adiamento do reajuste, que tradicionalmente entra na folha de pagamento de janeiro, é parte do pacote do governo para redução de despesas no ano que vem. Os servidores receberão aumento de 5,5% em agosto de 2016 e de 5% em janeiro de 2017. O ajuste totaliza 10,8% porque a segunda parcela incide sobre o salário já reajustado. Na avaliação de Sérgio Ronaldo da Silva, secretário-geral da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), entidade que representa 500 mil servidores, a campanha salarial este ano foi difícil por causa da crise econômica.

“Não foi de fato o que a gente queria, mas o que foi possível. Foi uma campanha difícil, com limitações. O país atravessa um momento de crise política e financeira muito complexo”. De acordo com o sindicalista, o fator determinante para que as categorias chegassem a um entendimento com o governo foi o Ministério do Planejamento ter atendido à demanda dos servidores e dividido o ajuste em apenas dois anos. A proposta original do governo era conceder reajuste de 21,3% escalonado em quatro anos. “Para nós foi determinante, pois do jeito que estava apresentado, nos colocaria uma amarra e nós só poderíamos dialogar sobre remuneração novamente em 2019”, disse.

Entre os servidores que assinaram acordo, há carreiras do Plano de Cargos do Poder Executivo (PGPE), do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e da Previdência, Saúde e Trabalho, além de técnicos de fiscalização agropecuária, fiscais federais agropecuários e técnicos administrativos em Educação.

De acordo com Sérgio Ronaldo da Silva, nas próximas semanas a Condsef irá para a mesa de negociações do Planejamento com servidores do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), agências reguladoras e área ambiental. Será preciso, ainda, continuar o diálogo com os servidores do Ministério da Cultura e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que recusaram a oferta do governo no fim de setembro.

Além disso, após o fim da greve do INSS, os médicos peritos não retomaram as atividades e ainda estão paralisados.

Por meio da assessoria de comunicação, o Ministério do Planejamento disse que espera novas assinaturas de acordos na semana que vem, com categorias com as quais o entendimento está próximo. Mas ainda falta dar início às negociações com os professores de instituições públicas federais e com as chamadas carreiras de Estado, que são as que envolvem funções como fiscalização e arrecadação, entre elas a Polícia Federal e auditores-fiscais, por exemplo.

(com Radiobrás)

sábado, 10 de outubro de 2015

Seguro-defeso suspenso por quatro meses

O Seguro-Desemprego do Pescador Artesanal, mais conhecido por seguro-defeso, está suspenso, desde essa sexta-feira (9), por até 120 dias, período no qual o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento fará o recadastramento dos pescadores artesanais e a revisão dos períodos de defeso, por meio dos comitês permanentes de Gestão e Uso Sustentável de Recursos Pesqueiros.

Benefício concedido pelo governo federal ao pescador profissional artesanal, durante o período de paralisação da pesca para preservação das espécies, o seguro corresponde a um salário mínimo (atualmente, R$ 788) por mês, durante toda a temporada de suspensão da atividade. A medida consta da Portaria Interministerial nº 192 (Agricultura e Meio Ambiente), publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira.

De acordo com informação do Ministério da Agricultura – que incorporou o Ministério da Pesca e Aquicultura na última reforma ministerial –, a suspensão das instruções normativas que regem o seguro-defeso coincide com o fim do período de proibição da pesca e da consequente liberação da atividade pelos próximos oito meses. Por isso, não haverá prejuízo social para os pescadores, nem risco predatório para o meio ambiente.

Na justificativa da suspensão, a ministra Kátia Abreu ressalta a constatação de discrepâncias entre o número de beneficiários registrados no último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2010, o volume de recursos investidos no programa e os cadastros de pescadores que servem de base aos pagamentos.

A evolução acelerada do total de recursos aplicados no programa nos últimos anos, que chega a R$ 3,4 bilhões em 2015, indica um número de beneficiários próximo a um milhão de pescadores artesanais, o que diverge do censo oficial e implica a revisão dos critérios de elegibilidade, diz a nota assinada pela ministra.

Acrescenta ainda que “há casos suficientes de beneficiários que têm no programa uma segunda remuneração”, e isso é vedado pela legislação. Kátia Abreu diz, contudo, que os beneficiários que fazem da pesca sua atividade e sustento podem ficar tranquilos, pois o recadastramento é uma forma de “proteger” o programa, que “faz justiça social àqueles que cumprem seu dever e ao meio ambiente”.

(com Radiobrás)

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Começa operação para o feriadão


A operação especial da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para o feriado de Nossa Senhora Aparecida começa hoje (9) em todo o país. A ação vai até segunda-feira (12) e deve reforçar o policiamento nas rodovias, em pontos e horários de maior incidência de acidentes.

Segundo a Polícia Rodoviária, o excesso de velocidade, a embriaguez ao volante e as ultrapassagens indevidas serão o foco das fiscalizações, já que essas infrações são as que mais causam mortes. Durante o feriado, a polícia vai restringir a circulação de alguns veículos.

Caminhões bitrens, com dimensões excedentes, e caminhões-cegonha não poderão circular em pistas simples nesta sexta-feira, das 16h à meia-noite; no sábado (10), das 6h às 12h; e na segunda-feira (12), das 16h e à meia-noite. A multa é R$ 85,13, e o condutor será impedido de seguir viagem até o horário final da restrição.

A PRF também vai fazer, no fim de semana, uma ação integrada de educação para o trânsito com prefeituras de cerca de 300 cidades. Conforme a polícia, a operação tem o objetivo de mostrar os pontos críticos de violência no trânsito nesses municípios.

Em tempo: No Norte/Noroeste Fluminense, o reforço vai abranger as rodovias BR-356 e BR-101.


(com Radiobrás)

PM devolve agentes aos batalhões da região


Após a formatura de 121 novos policiais do Curso de Formação de Soldados, as unidades da Polícia Militar receberão reforços no efetivo. Atendendo à política de movimentação estabelecida pelo Comandado Geral da corporação, 60 formandos serão classificados em Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), para que outros 61 policiais militares sejam remanejados para batalhões do interior e possam trabalhar próximo às respectivas residências.

Para isso, serão respeitados os critérios de antiguidade (mais tempo servindo nas UPPs), casos de doenças na família e outros casos especiais. O efetivo será distribuído entre as seguintes unidades: 8º BPM (Campos); 10º BPM (Barra do Piraí); 25º BPM (Cabo Frio); 26º BPM (Petrópolis); 28 º BPM (Volta Redonda); 29º BPM (Itaperuna); 30º BPM (Teresópolis); 32º BPM (Macaé); 33º BPM (Angra dos Reis); 36º BPM (Santo Antônio de Pádua); 37º BPM (Resende); 38º BPM (Três Rios) e 6º CPA (Comando de Policiamento de Área).

Outros 60 policiais que atuam nas UPPs serão classificados em batalhões da capital e as comunidades pacificadas terão seus quadros recompostos por policiais recém-formados, atendendo a estratégia do comando da corporação. O efetivo será distribuído entre as seguintes unidades: 9º BPM (Rocha Miranda); 18º BPM (Jacarepaguá); 31º BPM (Recreio); e 41º BPM (Irajá).

(com assessoria)

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Juros bancários são os maiores em 20 anos

Os juros do cheque especial chegaram a 12,28% no mês em outubro – a maior marca desde setembro de 1995 – quando a taxa era 12,58%, segundo informou, nesta quinta-feira, pesquisa divulgada pela Fundação Procon-SP.

Das sete instituições financeiras que fazem parte da pesquisa, cinco elevaram a taxa do cheque especial e uma a do empréstimo pessoal. A taxa média do cheque especial chegou a 12,28% ao mês, superior à do mês anterior, equivalente a 11,90%, acréscimo de 0,38 ponto percentual.

A maior alta verificada ocorreu na Caixa Econômica Federal, que alterou a taxa de 10,35% para 11,38% ao mês, variação de 9,95% em relação à taxa de setembro. O Santander registrou variação positiva de 4,21% em relação ao mês anterior, o Banco do Brasil teve variação de 3,69%, o Itaú, variação de 2,58%, e o Bradesco, variação de 2,41%. Os demais bancos mantiveram suas taxas.

No empréstimo pessoal, a taxa média dos bancos pesquisados foi 6,27% ao mês, superior à do mês anterior, que foi 6,26%. Nesta linha de crédito, o Bradesco elevou a taxa de 6,57% para 6,61% ao mês, variação positiva de 0,61% em relação à taxa de setembro. Os demais bancos mantiveram suas taxas.

Em tempo: os bancários estão em greve desde terça-feira reivindicando melhores salários e condições de trabalho, mas não houve avanço nas negociações e os clientes de bancos é que, mais uma vez, estão pagando o pato.

(com Radiobrás)

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Diário Oficial divulga lista de conselheiros tutelares eleitos

O Diário Oficial desta quarta-feira (07) divulga a relação dos conselheiros tutelares que foram eleitos no pleito realizado no último domingo.

Eles vão atuar nos cinco conselhos tutelares do município pelo período de quatro anos a partir de 2016.

Bom lembrar que a eleição foi bastante tumultuada por causa da opção pelo voto manual, o que gerou muitas reclamações de quem foi votar. Em várias situações, houve desistência dos eleitores.

Confira em Diário Oficial

terça-feira, 6 de outubro de 2015

E a população que se dane


Mais uma greve de bancários deflagrada em todo o país, a partir de hoje. A greve, bom lembrar, é um direito do trabalhador, mas no caso dos bancários, é até absurdo que eles precisem cruzar os braços porque os banqueiros, que ganham rios de dinheiro, não cedem nem um pouco nas suas reivindicações.

O texto é atual, mas o tema é pra lá de manjado. Os banqueiros protelam até onde podem para ceder mais algumas migalhas, apesar dos seus lucros exorbitantes às custas dos juros cada vez mais altos.

Só pra lembrar: no ano passado, o Bradesco teve um lucro de R$ 3,804 bilhões e o Itaú, de R$ 7,911 bilhões. É de se imaginar o que vão lucrar este ano, com a taxa de juros nas alturas.

E a população que se dane.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Apuração para conselheiros tutelares sem hora para acabar em Campos

Já não bastasse toda confusão ocorrida na eleição para escolher conselheiros tutelares ocorrida ontem, em Campos, a exemplo dos demais municípios brasileiros, e a conclusão do processo vai demorar mais um pouquinho.

Como a votação foi, PASMEM,  manual, a apuração está sendo realizada no Ministério Público Estadual (MPE) em Campos, com a contagem de voto a voto.

Até agora há pouco, por volta de 19h, apenas quatro urnas tinham sido apuradas, num total de 3.835 votos. E sem hora para terminar, segundo uma fonte que está acompanhando o trabalho.

Em tempo: ontem, em postagem aqui, o blog já lembrava que eleição para Presidente da República sabe o resultado por volta de 20h do mesmo dia.

Em tempo (II): a apuração terminou perto de 5h desta terça-feira. Mais absurdo, impossível.

domingo, 4 de outubro de 2015

Eleição para conselheiro tutelar em Campos: respeito passou longe da urna


Se a ideia era bagunçar o coreto, a eleição realizada neste domingo, em Campos, para escolher conselheiros tutelares que ficarão no cargo pelos próximos quatro anos, o objetivo foi alcançado.
Sim, porque já faz é tempo que não se via tanto desrespeito com o direito de o cidadão exercer seu direito de voto, num pleito em que sequer é obrigatório votar.


Nos poucos pontos que foram destinados para realizar a eleição, numa espécie de centralização de zonas, apenas uma, pasmem, uma urna funcionava, como foi o caso dos colégios Maria Lúcia e Pequeno Jornaleiro.

Como se não bastasse a total desorganização, a eleição foi MANUAL, com uma demora absurda para se votar.

O resultado foi o que se viu: filas absurdas, pessoas desistindo de votar nos conselheiros e indo embora.


Para piorar a situação, quem compareceu para votar apenas com a identidade e comprovante da última votação, mas sem o título, foi impedido de votar. No Pequeno Jornaleiro, teve gente que chegou antes das 15h e só conseguiu votar por volta das 19h.

Em tempos de urna eletrônica e eleição pra Presidente da República, em que se sabe o resultado do pleito por volta de 20h do mesmo dia, assistir tamanho desrespeito com os eleitores é um acinte, para dizer o menos.

Desrespeito pouco é bobagem.

sábado, 3 de outubro de 2015

Desova de tartarugas vai até março


A temporada de desova de tartarugas marinhas no Brasil começou em setembro, com a chegada ao litoral brasileiro das fêmeas reprodutoras das tartarugas cabeçuda e oliva e, em seguida, das tartarugas de couro. A desova se estenderá até março de 2016, quando todos filhotes terão nascido. As últimas tartarugas a chegar às praias são a tartaruga pente, em dezembro, e a tartaruga verde, em janeiro. A postura dos ovos ocorre nas praias dos estados da Bahia, Sergipe, Rio Grande do Norte, Espírito Santo e Rio de Janeiro e, a partir de janeiro, em Fernando de Noronha. No litoral do Norte Fluminense, em especial Farol de São Thomé, em Campos dos Goytacazes, o acompanhamento é feito por uma equipe do Projeto Tamar. O projeto Tamar conta com oceanógrafos e o apoio de mais de 500 pescadores-tartarugueiros nos cinco estados, além de veterinários e voluntários, segundo informou o coordenador nacional do trabalho, oceanógrafo Guy Marcovaldi.

Em média, os filhotes das tartarugas começam a nascer dois meses após a desova, que costuma ocorrer no período de dois a três meses. “A partir de novembro, começam a nascer os primeiros filhotes”, informou Marcovaldi. Ele destacou que a preparação para a desova e o nascimento dos filhotes é uma repetição dos últimos 33 anos. “Existe um exército de pessoas nas praias trabalhando para que as tartarugas tenham sucesso não só em termos de segurança, mas de pesquisa científica”. Segundo o coordenador do Projeto Tamar, a parte de segurança melhorou muito. “O roubo de desova e a matança de fêmeas praticamente não existe mais. Mas nós temos que continuar trabalhando com a estatística do que acontece, as tendências que ocorrem no Brasil inteiro”, destacou.

O importante, disse Guy Marcovaldi, é que existe uma população maior de tartarugas desovando do que há cinco anos. A nova geração de tartarugas fêmeas reprodutoras, protegidas nos últimos 30 anos, “que ficaram adultas, começaram a casar e ter filhos”, é estimada em 21 mil animais. Como elas passam dois anos sem desovar, comendo para formar os ovos, depois saem da área de alimentação para a área de reprodução nas praias, para pôr os novos ovos. O processo de desova abrange 7 mil tartarugas por ano, disse o oceanógrafo.

A pesquisa de campo é feita por amostragem. O Projeto Tamar elege trechos das praias, onde é feito o acompanhamento, e depois transfere os dados para o restante do litoral. “Essa é uma técnica científica aprovada”, comentou Marcovaldi. No ano passado, nasceram no Brasil 1,2 milhão de filhotes de tartarugas monitorados pelo Projeto Tamar. “Demorou 15 anos para o número passar a ser razoável e 30 anos para ser relevante”.

É a temperatura da areia durante o período de incubação dos ovos que determina o sexo dos filhotes. “Por isso, às vezes, pequenas populações de tartarugas que existem no Rio de Janeiro e no Espírito Santo são muito importantes, porque lá produzem os machos e na Bahia e Sergipe, são produzidas as fêmeas”, disse.


Isso significa que temperaturas abaixo de 27 graus centígrados, em média, são mais favoráveis ao nascimento de tartarugas machos, como ocorre no município de Campos dos Goytacazes, norte-fluminense, enquanto temperaturas mais elevadas, acima de 33 graus C tendem a gerar fêmeas. Daí, 90% das tartarugas que nascem nas praias da Bahia e de Sergipe, no Nordeste, são fêmeas. “É preciso mais machos para fecundar as tartarugas”, indicou.

(fonte: Radiobrás)

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Aprovado projeto que anistia multas por falta de extintor


A Câmara dos Deputados aprovou, nessa quinta-feira (1º), projeto de lei que concede anistia aos condutores de veículos multados por estarem com extintores de incêndio vencidos ou por falta do equipamento nos veículos. A anistia é para as multas aplicadas a partir de 1º de janeiro deste ano. O projeto será agora encaminhado à apreciação do Senado.

Os deputados também aprovaram emenda determinando que a pontuação decorrente das multas relacionadas aos extintores de incêndios não será incluída na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do motoristas.

A ideia da proposta, segundo seu autor, deputado Mendonça Filho (DEM-PE), é livrar da infração os motoristas multados após a decisão do Conselho Nacional de Trânsito (Conatran), que tornou facultativo o porte de extintores em carros de passeio.

(com Radiobrás)